HOW TO SHOP

1 Login or create new account.
2 Review your order.
3 Payment & FREE shipment

If you still have problems, please let us know, by sending an email to support@website.com . Thank you!

SHOWROOM HOURS

Mon-Fri 9:00AM - 6:00AM
Sat - 9:00AM-5:00PM
Sundays by appointment only!

EIXO TEMÁTICO (ET)

Nesse ET serão levados em consideração investigações, estudos e experiências a respeito de diferentes procedimentos e instrumentos de avaliação que ocorrem em instituições escolares, em especial, os que envolvem a avaliação da aprendizagem em matemática nos diferentes níveis e modalidades de ensino. Também terão interesse discussões sobre a avaliação em larga escala (Prova Brasil, SAEB, ENEM, PISA, etc).

Incluem-se neste ET investigações teóricas e práticas que envolvam o tema do Currículo, inserido no campo da Educação Matemática. Abrangem discussões sobre diferentes perspectivas teóricas que embasam as pesquisas sobre o tema, as análises sobre currículos em seus diferentes momentos de realização (prescritos, apresentados, moldados pelo professor, realizados em sala de aula ou avaliados), relativos aos diferentes níveis da escolaridade básica e superior e a diferentes modalidades de ensino (regular, EJA, técnico etc). Contempla ainda estudos sobre elaboração e uso de materiais curriculares (livros didáticos, apostilas, materiais on-line).

Estudos e experiências que abordem o uso de diferentes recursos didáticos na organização e desenvolvimento do trabalho pedagógico, principalmente materiais impressos como livros didáticos e materiais didáticos institucionais, além de materiais manipuláveis, jogos e demais recursos utilizados no processo de ensino e de aprendizagem da matemática por professores e estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental.

Estudos e experiências que abordem o uso de diferentes recursos didáticos na organização e no desenvolvimento do trabalho pedagógico, tais como os jogos, recursos lúdicos, os materi-ais impressos (por exemplo, o livro didático), os materiais manipuláveis, os laboratórios e os demais recursos utilizados no processo de ensino e de aprendizagem da matemática por estudantes dos anos finais do ensino fundamental, do ensino médio e do ensino superior.

Neste ET serão explorados questões relacionadas ao conceito de inclusão e suas vertentes, entre as quais destacamos: (A) Estudos associados os processos de aprendizagem matemática daqueles historicamente marginalizados no contexto escolar; (B) Reflexões sobre as demandas associadas às práticas docentes em cenários inclusivos; (C) Implicações para o currículo e para a avaliação; (D) O desenvolvimento de quadros teóricos voltados à construção e desconstrução de conceitos como, deficiência, diferença, igualdade e justiça social; (E) Discussões sobre políticas públicas no contexto da inclusão e da Educação Matemática.

Estudos e experiências pedagógicas em Educação Matemática no âmbito da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em contextos formais e não-formais; práticas matemáticas de pessoas jovens e adultas excluídas do sistema educacional e daquelas que retornam à escola ou a acessam pela primeira vez.

Esse ET tem como foco estudos e experiências que abordem o uso de recursos tecnológicos na formação matemática dos estudantes, nos diferentes níveis de ensino e modalidades edu-cacionais. O ET se destina, então, a trabalhos que analisem o uso de softwares, aplicativos, tecnologias móveis, TV, e outros recursos tecnológicos em ambientes educacionais.

Estudos e experiências que abordem o uso da resolução de problemas como metodologias para a organização do trabalho pedagógico com a matemática.

Modelagem matemática contemplando enfoques do campo da Educação Matemática. Dis-cussões de relatos de experiências desenvolvidas nos diferentes níveis de escolaridade e de pesquisas realizadas com foco em aspectos dessa temática.

Este ET tem como foco a educação matemática que se realiza em espaços escolares e não es-colares, examinada em suas articulações com questões relativas à cultura e à diferença. Pro-blematiza educação matemática, cultura e diferença em seus mais amplos aspectos: filosófi-cos, sociológicos, antropológicos e histórico, entre outros, cabendo, pois, estudos ligados à etnomatemática e à educação crítica, além daqueles que se alinham à problematizarão da linguagem e da diferença na contemporaneidade. Compreende aprender e ensinar matemática, produzir e compartilhar matemática, na escola ou em outros espaços, implicados em múltiplos processos de subjetivação.

Esse ET se propõe uma discussão relativa às dimensões filosóficas, sociológicas, ético-políticas, culturais e valorativas da matemática e da educação matemática, vistas quer como domínios de conhecimento, quer como campos de formação e de investigação acadêmica e, quer ainda, como conjunto de práticas culturais transdisciplinares, não disciplinares e não escolares realizadas por comunidades de prática, em diferentes campos e contextos de ativi-dade humana do mundo contemporâneo, neles incluídos os campos educativos escolar e universitário. Também serão exploradas às repercussões das viradas linguística, antropológico-cultural e praxiológica (conhecimento como ação) no campo da filosofia sobre as práticas de investigação acadêmica em matemática em educação matemática, bem como sobre as políticas públicas relativas à educação matemática escolar e à formação de professores de matemática; os usos sociais, políticos e ideológicos da matemática e da educação matemática, bem como às relações de força e poder que tais usos envolvem, em diferentes campos e contextos de atividade humana do mundo contemporâneo; às relações entre matemática, educação matemática, discriminações e desigualdade social no mundo contemporâneo; às relações entre matemática, educação matemática, democracia e movimentos sociais; às relações entre matemática, educação matemática escolar, violência e adoecimento.

O ET focaliza estudos sobre os processos cognitivos do aprendiz, considerando as possíveis relações presentes na elaboração de conceitos matemáticos em situações escolares e extra-escolares. Poderão ser aceitos estudos que, apoiados em diferentes linhas de fundamentação teórica, tratam quantitativa e/ou qualitativamente tanto os processos e/ou esquemas cogniti-vos gerais (organizadores estruturais), como os específicos ao conceito matemático focaliza-do. Também poderão ser recebidos estudos que priorizem as relações da cognição com a elaboração conceitual matemática em longo prazo (perspectiva do desenvolvimento cognitivo), como em curto prazo (perspectiva da aprendizagem).

O ET visa acolher e discutir pesquisas - concluídas ou em andamento, mas com resultados parciais - que abordem a interação comunicativa nas aulas de Matemática tendo em vista a elaboração de conceitos matemáticos pelos alunos.

O ET "Formação de professores que ensinam Matemática nos anos finais do Ensino Funda-mental e no Ensino Médio" visa acolher e discutir pesquisas e relatos de experiência acerca da formação inicial de professores de Matemática da Educação Básica. Nesse sentido, contempla cursos de Licenciatura em Matemática, nas modalidades presencial e a distância. As temáticas relacionadas a este ET contemplam, dentre outros aspectos, o currículo da Licenciatura, prática de ensino e prática como componente curricular, estágio supervisionado, formação especifica e formação didático pedagógica, práticas formativas e práticas profissionais. Além disso, também pertencem ao ET trabalhos relacionados à produção de materiais didáticos para a formação inicial de professores de Matemática, bem como experiências de formação vinculadas ao PIBID e projetos de extensão.

A parceria universidade escola: o professor, o futuro professor e o formador de professores de matemática". Este ET assenta-se nos seguintes pressupostos: 1) a formação teórica e práti-ca do professor são processos indissociáveis; 2) os espaços coletivos de trabalho se constitu-em em práticas formativas e de pesquisa; e 3) as parcerias estabelecidas entre universidade e escola vêm se constituindo em ricos espaços de aprendizagem a todos os envolvidos: futuros professores, professores em exercício e formadores de professores. Serão aceitos neste ET trabalhos que tenham como foco de estudo a articulação entre escola e universidade - seja nos espaços da escola, seja nos espaços da universidade - envolvendo diferentes atores e que articulam propostas de trabalho coletivo e/ou colaborativo, decorrentes ou não de programas ou políticas públicas.

O eixo organizador "História da Matemática e suas relações como a Educação Matemática", para o XII ENEM, pretende congregar trabalhos que tenham como foco central as diversas relações entre a Matemática e a Educação Matemática, a partir de perspectivas históricas. O referido eixo socializará resultados de pesquisas, experiências e relatos de práticas pedagógicas, centrados nas relações entre história da Matemática e a Educação Matemática: como tema de investigação, como recurso e como método de estudos e trabalhos desenvolvidos em programas de pós-graduação Stritu Sensu e Lato Sensu, nos cursos de licenciatura, na formação continuada de professores e nas salas de aula da Educação Básica. Nesse sentido, serão contemplados trabalhos que levem em conta a problematização entre história da Educação Matemática e História da Matemática, sobretudo, os estudos relativos ao papel da história da Matemática no ensino e na aprendizagem da Matemática.

TOP